Setembro Amarelo é debatido nas unidades de saúde do Viva Rio

O Hospital Albert Schweitzer, Hospital Oceânico de Niterói e UPAs promoveram palestras de conscientização e prevenção ao suicídio

Evento no Hospital Oceânico de Niterói com a presença da psicóloga Karen Jones – Foto: Pedro Conforte

 

 

Unidades de saúde administradas pelo Viva Rio promoveram palestras de conscientização e prevenção ao suicídio ao longo do mês, que marca a campanha Setembro Amarelo. Psicólogos e psiquiatras ficaram à frente das rodas de conversa. 

No Hospital Municipal Oceânico de Niterói, o evento aconteceu na última terça-feira (28) com a presença da psicóloga Karen Jones. Foi promovido um bate-papo com os funcionários sobre os “fatores de risco e sinais de alerta para o suicídio”.

Não devemos ter medo ou constrangimento em pedir ajuda. Não evite buscar apoio em saúde mental. A saúde do cérebro é a saúde do corpo! Por isso, é muito importante estarmos abertos a falar e ouvir!”, alerta a psicóloga. 

O Hospital Municipal Albert Schweitzer, no Rio de Janeiro, também promoveu um encontro para tratar do Setembro Amarelo. No dia 21 deste mês, o auditório da unidade abriu as portas para um evento que reuniu funcionários de todos os setores para debater a saúde mental. As palestras foram conduzidas pela Coordenadora de Psicologia da unidade, Ana Cristina Magalhães, e pelo convidado, o médico psiquiatra, Glauco Luciano da Silva.  

A discriminação da fragilidade emocional e a estigmatização de doenças piscológicas foram os temas da conversa. O hospital foi decorado com laços e luzes amarelas para reforçar a campanha. 

Evento no Hospital Municipal Albert Schweitzer – Foto: Divulgação HMAS

 

Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) também participaram da campanha de Setembro Amarelo e promoveram para seus colaboradores palestras de conscientização sobre a importância do cuidado com a saúde mental. As UPAs de Maré, Tijuca, Ilha do Governador, Botafogo, Jacarepaguá, Copacabana e Engenho Novo e Irajá participaram. 

O Setembro Amarelo acontece desde 2014, promovido pela  Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM). O dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, mas a campanha acontece durante todo o ano.

A Organização Mundial da Saúde divulgou em junho que acontecem cerca de 800 mil mortes ao ano por suicídio no mundo. No Brasil, são aproximadamente 13 mil suicídios a cada ano. Entre jovens de 15 a 29 anos, é a quarta causa de morte mais frequente, ficando atrás apenas de acidentes de trânsito, tuberculose e violência.

Postado em Notícias.