Salve vidas, gota a gota


24/11/2011

  Compartilhe:   Compartilhe com o Facebook   Compartilhe com o Twitter

Agentes comunitários de saúde sensibilizam moradores de Costa Barros para tornar a doação de sangue um hábito. Meta é captar 1.680 doações em seis meses.

Agentes comunitários de saúde (ACS), médicos, administradores, enfermeiros e dentistas que atuam na comunidade de Costa Barros, Zona Norte do Rio, se mobilizam para conseguir doadores de sangue durante a campanha “Salvando vidas, gota a gota”. Meta é receber 1.680 doações em seis meses.

O sangue será coletado no Hemocentro do Hospital Universitário Pedro Ernesto (HUPE). Durante a campanha, os agentes comunitários de saúde, em sua rotina de visitas domiciliares, buscarão novos doadores. Cada ACS trabalhará com a meta de cinco doações por mês. Para isso, a UERJ colocou à disposição um ônibus para transportar os doadores até o hospital.

A campanha foi lançada no Dia Nacional do Doador de Sangue, 25 de novembro, pela Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil da Cidade do Rio de Janeiro (SMSDC), com o apoio do Viva Rio e da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

Os ACS foram capacitados pela equipe de saúde da Hemoterapia do Pedro Ernesto. “A campanha busca sensibilizar a população e tornar a doação de sangue um hábito e não apenas uma ação pontual de emergência”, explicou a coordenadora do Programa de Voluntariado, Cibele Dias.