Mãe Beata de Iemanjá morre aos 86 anos


27/05/2017

  Compartilhe:   Compartilhe com o Facebook   Compartilhe com o Twitter

teste

Nos deixou nesta madrugada Beatriz Moreira Costa, Mãe Beata de Iemanjá, aos 86 anos. Além de figura religiosa emblemática para o Rio de Janeiro e para o Brasil, Mãe Beata é símbolo da luta contra o preconceito racial e pelo fortalecimento da cultura afro-brasileira. Defensora dos direitos humanos e da mulher negra, ela comandava o terreiro Ilê Omi Oju Aro, no bairro Miguel Couto, em Nova Iguaçu, e o Viva Rio tem orgulho de ter estado ao seu lado em projetos de incentivo à educação e à inclusão social.

Ialorixá, escritora e militante, Mãe Beata seria nossa convidada de honra ontem no seminário O Rio Negro, mas foi impedida pela saúde fragilizada e veio a falecer.

“O Criador não nos deu Mãe Beata. Ele apenas nos emprestou. Por isso, e para que ela cumpra outras missões em outros Asè, Ele a leva de volta. Conosco ficam sua história, sua bondade, sua dedicação, sua referência, sua obra e seu exemplo de amor, luta, dedicação e resistência.

Comigo, comigo fica seu Sopro Divino que sempre me alenta nas agruras e me alimenta na Luta. Mãe Beata, sua partida não vai diminuir meu amor pela senhora.”

– Coronel Ubiratan Angelo
Coordenador de Segurança Humana do Viva RioWhatsApp Image 2017-05-27 at 16.50.46